Itália, Registros da Igreja

De FamilySearch Wiki
Ir para: navegação, pesquisa

Itália Gotoarrow.png Registros da Igreja

Aprenda a usar os registros da igreja italiana em uma Nova Classe Online

Apesar do governo italiano reconhecer outras religiões, a Igreja Católica Romana é tradicionalmente reconhecida como a igreja do estado, porque a maioria dos italianos são católicos romanos. Todas as referências a registros da igreja, na Itália, a menos que especificado em contrário, referem-se aos registros católicos. Para mais informações sobre outras igrejas na Itália, ver Itália, História da Igreja.

Os registros da igreja [Registri ecclesiastici] são excelentes fontes de informações precisas sobre os nomes; datas; e locais de nascimentos, casamentos e óbitos. Quase toda pessoa que viveu na Itália foi registrada em um registro de igreja durante os últimos 200 a 300 anos.

Os registros de nascimentos, casamentos e óbitos são comumente chamados de registros vitais. Os registros da igreja são registros vitais mantidos por padres e são frequentemente chamados de registros paroquiais ou livros da igreja. Eles incluem registros de batismos, casamentos e óbitos (sepultamentos). Além disso, os registros da igreja podem incluir confirmações, primeiras comunhões, e registros de censo da igreja.

Os registros da Igreja são fundamentais para a pesquisa antes que o governo civil começasse a manter registros vitais, que começou cerca de 1809-1820. Depois disso, os registros da igreja continuaram a ser mantidos, mas muitas vezes contêm menos informações.

Para obter mais informações sobre registros vitais do governo, ver Itália, Registro Civil - Registros Vitais.

Fundo Geral Histórico

Em geral, a igreja começou a manter registros em 1563 por causa de reformas proclamadas no Concílio de Trento. Nem todas as paróquias se adequaram até muito mais tarde. A maioria das paróquias, no entanto, têm mantido registros de cerca de 1595 até o presente. Algumas paróquias manteve registros já em 1300. Os registros da igreja de Palermo, por exemplo, começam cerca de 1350, e do batistério em Firenze tem registros do início de 1400. Alguns exemplos de datas importantes são:

1563 O Concílio de Trento requereu que os sacerdotes começassem a manter registros de batismos, casamentos e óbitos.

1595 A proclamação papal reforçou as práticas de manutenção de registros.

Início de 1800 Formulários impressos passaram a ser utilizados na área de Trento.

1900 Cópias duplicadas foram feitas para serem mantidas pelos arquivos diocesanos [curia vescovile].

Infelizmente, alguns registros da igreja italiana foram destruídos em várias guerras ao longo da história da Itália. Outros registros foram destruídos quando as igrejas paroquiais queimaram. Alguns foram perdidos, e outros ainda têm sido mal usados e destruídos por insetos, vermes, e umidade.

Duplicata de Registros da Igreja

Se os registros da igreja originais que você precisa foram perdidos ou destruídos ou estão ilegíveis, você pode ser capaz de encontrar uma duplicata de registros da igreja . Infelizmente, não foi uma prática comum manter duplicatas de registros até 1900. Mas algumas dioceses, como a de Turim, começaram a fazer cópias tão cedo quanto 1820.

Duplicatas, quando existem, são normalmente localizadas na curia vescovile (arquivos diocesanos).

Informações Registradas nos Registros da Igreja

As informações registradas nos livros da igreja variaram ao longo do tempo. Registros posteriores geralmente têm informações mais completas do que os anteriores.

Os registros da igreja mais importantes para a pesquisa genealógica são o de batismo, casamento e registros de sepultamento. Estes registros foram geralmente escrito à mão livre com cerca de 3-8 entradas por página. Às vezes, você vai encontrar um índice alfabético organizado pelo nome próprio latinizado no início ou no final do volume. [Correção. É muito mais complicado do que isso. Na verdade, quando inserido no registro (não o índice independente) o índice "interno" pode estar no início, no fim, ou em qualquer lugar no meio do registro, ou no registro de processo ou em lugar nenhum! Pode haver nenhum índice, um índice, dois índices ou possivelmente até mesmo três índices por registro. Quando parte do registro (em oposição ao índice independente) está quase sempre organizado alfabeticamente em um grupo com base na primeira letra única, do primeiro nome (nome) não nome de família (cognome) e podem estar em latim ( incomum) italiano ou siciliano, ou um pouco transliterado. A mesma pessoa pode ter seu nome escrito de quatro formas diferentes, ou um apelido usado, ou qualquer um dos cinco diferentes "nomes" usados em lugares diferentes. Além disso, o nome do índice autônomo pode ser uma versão "Italianizada" de um nome originalmente escrito em uma variação da língua siciliana (note que eu não disse dialeto). É, então, organizado numa sequência de entrada (com o número de página correspondente, não o número da imagem), o qual é geralmente baseado na data, mas nem sempre. Os nomes são frequentemente abreviados. Quando os nomes no índice autônomo são organizados em grupos com base na primeira letra do nome de família (cognome), e depois por data. Quaisquer entradas "opa!!??" podem ser agrupadas juntos nas datas semi-aleatórias no final das entradas para qualquer letra em particular, então você deve verificar lá também. LJDeF]"

Frequentemente, o nome da pessoa principal ou pessoas identificadas no registro estará anotado na margem esquerda. Outro registro da igreja útil é o stato delle anime ou status animarum (censo da igreja).

Registros católicos foram escritos em latim no século XX, mas alguns foram escritos em italiano. Registros da igreja protestante eram geralmente mantidos em italiano. Em tanto os registros católicos como os registros protestantes de áreas próximas das fronteiras do país, você vai encontrar registros escritos em francês, alemão, e outros. Dialetos locais podem ter afetado a grafia de alguns nomes e palavras nos registros da igreja.

Na maioria das áreas, formulários impressos não foram utilizados até final do século XIX ou início do século XX. Formulários impressos foram utilizados já em 1820 na região de Trentino-Alto Adige.

Batismos

As crianças eram batizadas geralmente em alguns dias após o nascimento. Registros batismais costumam dar os nomes da criança e dos pais, status de legitimidade, os nomes de testemunhas ou padrinhos, e a data do batismo. Você também pode encontrar a data de nascimento da criança, a ocupação do pai, e o lugar de residência da família. Informações do óbito ou casamento às vezes foram adicionadas como uma nota na margem. O nome da rua ou o endereço da família também pode ser dada para as cidades maiores.

Os primeiros registros normalmente dão menos informações. Eles podem dar apenas os nomes da criança e do pai e a data de batismo. Eles podem não conter o nome da mãe, ou podem conter apenas o nome próprio dela. Os primeiros registros só registram a data de batismo; registros posteriores podem incluir a data de nascimento.

Casamentos

Casais eram geralmente casados ​​na paróquia da noiva. Normalmente, as garotas se casavam com idades entre 18 e 25. Os homens se casavam ​​em seus vinte anos.

Os registros de casamento dão a data do casamento e os nomes da noiva e do noivo. Eles também indicam se os noivos eram solteiros ou viúvos e dão os nomes das testemunhas. Eles geralmente incluem também outras informações sobre a noiva e o noivo, como suas idades, residências, ocupações, nomes dos pais, e locais de nascimento. Para o segundo e casamentos posteriores, os registros podem nomear cônjuges anteriores e as datas de sua morte. Uma nota é feita às vezes se um pai ou outro partido deu permissão para o casamento.

Além da data do casamento, os registros de casamento por vezes, dão as datas em que as intenções de casamento (proclamas) foram anunciadas.

Proclamas de Casamento

Um casamento foi, em geral, anunciado por três missas dominicais consecutivas antes do casamento. Estes anúncios, chamados proclamas, davam a oportunidade para que todos pudessem vir para a frente se sabiam de quaisquer razões para que o casal não devia se casar.

Além ou em vez de os registros de casamento reais, algumas igrejas italianas mantinham livros separados para registrar proclamas de casamento.

Sepultamentos

Sepultamentos e óbitos foram registrados no registro da igreja da paróquia onde a pessoa teve o óbito ou foi sepultada. O sepultamento ocorreu normalmente dentro de um dia ou dois do óbito na paróquia onde a pessoa teve o óbito.

Os registros de sepultamento dá o nome do falecido e a data e local do óbito ou sepultamento. Eles geralmente também incluem a idade da pessoa, local de residência, e a causa do óbito e os nomes dos cônjuges e se eles estão vivos ou mortos. Os registros, especialmente registros iniciais, também podem dar a data e local de nascimento e até mesmo nomes dos pais do falecido. A data de nascimento e local de nascimento em um registro de sepultamento pode não ser precisos, já que o informante pode não ter tido informações completas.

Registros de sepultamento também podem existir para as pessoas que nasceram antes dos primeiros registros de nascimento e registros de casamento, e eles podem começar mais tarde do que os registros de batismo e casamento da mesma paróquia.

Natimortos às vezes eram registrados em registros batismais ou de sepultamento na igreja. Na maioria dos casos, no entanto, o nascimento não é registrado.

Censo da Igreja

Na Itália, o pároco foi muitas vezes obrigado a recolher de seus paroquianos impostos para o estado. Ele, às vezes, registrava as informações sobre os seus paroquianos e os impostos em um conjunto especial de volumes, que foram chamados censos da igreja. Em italiano o censo da igreja é chamado o stato delle anime. Em latim é animarum status. Ambos os termos significam "estado das almas."

Nem todos os padres da igreja mantinham regularmente os censos. Onde existem os censos, os registros relacionam todos os membros da família que vivem em uma casa, suas idades ou datas de nascimento. Crianças falecidas não foram relacionadas. Filhos casados, se viviam na mesma casa, foram registrados com a família, mas como uma família separada. As relações familiares e endereços também foram anotados.

Encontrar Registros da Igreja

Os registros da igreja foram mantidos na igreja paroquial local. O termo paróquia refere-se à jurisdição de um sacerdote da igreja. As paróquias são congregações locais, geralmente em apenas uma cidade, mas às vezes eles incluíam outras aldeias em seus limites.

Para encontrar registros da igreja, você deve conhecer a cidade onde seu antepassado viveu. Você também deve determinar a paróquia daquela cidade onde seu antepassado pertencia assim você vai saber que registros paroquiais procurar. Cidades maiores têm freqüentemente mais de uma paróquia.

Seu ancestral pode ter vivido em uma aldeia e pertencia a uma paróquia em uma cidade vizinha maior. Para obter mais informações, consulte Itália Gazetistas (Dicionários Geográficos) e Itália, Mapas.

A sede da paróquia é a cidade onde o edifício da igreja está localizado. Embora a maioria dos edifícios da igreja eram geralmente nomeados por um santo, o Catálogo do FamilySearch pode se referir a uma paróquia com o nome da cidade onde a igreja paroquial foi localizada. Em grandes cidades que têm muitas paróquias, o catálogo normalmente usa o nome igreja paroquial (como San Giovanni) para distinguir os registros de diferentes paróquias.

Registros da Biblioteca de História da Família

A Biblioteca de História da Família tem registros de muitas paróquias italianas até 1900 e algumas até 1925. No entanto, se um registro foi destruído, não foi mantido, não foi microfilmado, ou é restrito o acesso público pela lei, a Biblioteca de História da Família não tem uma cópia.

Para saber se a Biblioteca de História da Família tem os registros que você precisa, consulte o Catálogo do FamilySearch sob o nome da cidade onde a paróquia estava. (A paróquia pode não estar na cidade onde seu antepassado viveu.) Procure na Pesquisa de Localidade em:

ITÁLIA, [PROVÍNCIA], [CIDADE] - REGISTROS DA IGREJA

Novos registros são continuamente adicionados à coleção da Biblioteca de História da Família de muitas fontes. Não desista se os registros ainda não estiverem disponíveis. Verifique o Catálogo do FamilySearch novamente a cada ano ou dois para os registros que você precisa.

Registros que não estão na Biblioteca de História da Família

A Itália não tem nenhum repositório único para registros da igreja. Se os registros de batismo, casamento e registros de sepultamento não foram microfilmados, você terá que entrar em contato ou visitar a paróquia local ou arquivo na Itália.

Paróquias Locais.

Praticamente todos os registros da igreja ainda são mantidos pela paróquia local. Algumas duplicatas, por períodos de tempo limitados, podem estar alojadas em arquivos centrais da diocese. Por exemplo, duplicatas existem para a diocese de Turim de 1820 a cerca de 1899.

Paróquias, às vezes, respondem correspondência. Você pode enviar uma pergunta para:

Il parroco di [nome da paróquia, cidade, província] Itália

Você pode encontrar uma lista de paróquias procurando por "paróquias em (nome da comuna (município))". Se isso não for bem-sucedido, tente substituir o nome da comuna com o nome da província. Para a área da Itália onde eu faço pesquisa, esta busca me levou à diocese que inclui minha área. Eu encontrei uma lista de paróquias nesta diocese na wikipedia e no site de língua italiana da diocese. A página oficial da diocese está ligada à página da Wikipedia.

Arquivos da Igreja.

A Biblioteca de História da Família tem microfilmados registros nos arquivos diocesanos em Caltanisseta, Torino, Trapani, e Parma. A biblioteca tem planejado projetos de microfilmagem em outros arquivos da Igreja italiana. Este é um grande projeto que vai continuar por vários anos.

Quando você escreve para a itália para informações genealógicas, a sua carta deve ser escrita em italiano. Envie o seguinte:

  • Cheque ou ordem de pagamento para a taxa de pesquisa na moeda local, quando possível.
  • Nome completo e sexo da pessoa procurada.
  • Os nomes dos pais, se conhecido.
  • Data aproximada e local do evento.
  • O seu relacionamento com a pessoa.
  • A razão para o pedido (histórico familiar ou médica).
  • Solicitação de uma cópia completa do registro original.
  • Cupom de resposta Internacional, disponível da estação de correios (opcional).

Estratégias de Pesquisa

O uso eficaz de registros da igreja incluem as seguintes estratégias:

  • Quando você encontrar o registro de nascimento ou de batismo de um antepassado, procure os nascimentos dos irmãos.
  • Procure pelo registro de casamento dos pais. Normalmente, o casamento teve lugar um ou dois anos antes que o filho mais velho nascesse. Você também pode usar as informações do registro de casamento para encontrar os registros de nascimento dos pais.
  • Procure por registros de nascimento dos pais.
  • Se você não encontrar as gerações anteriores nos registros paroquiais, pesquise as paróquias vizinhas.
  • Pesquise os registros de óbito para todos os membros da família.

Registros de Religiões Não-Católicas

Embora a Igreja Católica Romana é a religião dominante na Itália, outras igrejas existem e têm mantido registros.

A Biblioteca de História da Família tem alguns registros para as seguintes denominações:

  • Valdenses [Valdesi]. Esses registros seguem o formato da maioria dos registros da igreja, mas estão escritos em francês.
  • Ortodoxa Oriental [Chiesa Ortodossa ou Chiesa Greca]. Sempre que existam, estes registros são praticamente idênticos aos registros da Igreja Católica Romana e estão disponíveis nas paróquias locais.
  • Judaica [Ebrei]. Registros judeus são um pouco esparsos. Duas principais fontes de registro estão disponíveis: o livro de circuncisões e os livros de casamento. Para identificar onde esses registros estão hoje, entre em contato com um consulado israelense. Veja também Itália Registros Judeus.

transcritos e fotografados por Mott, George. Monumentos de interesse irlandês em Santo Isidoro de Roma. Fotos de inscrições de pessoas irlandesas na igreja do Colégio Franciscano Irlandês em Roma. Também inscrições datilografadas. Sobrenomes, Ball, Sherlock Meighan, Curran, Bryan. abrange os anos de 1626 e 1681. Artigo no Volume O Antepassado irlandês. X.no.1.1978, páginas 15-17, Biblioteca de História da Família em Salt Lake City, Ref. 941,5 B2i vol 10-11.

Artigos wiki que descrevem coleções online estão disponíveis em: