Erros de Iniciante

De FamilySearch Wiki
Ir para: navegação, pesquisa

Uma lista de erros de iniciantes, suas consequências, e o que genealogistas experientes FAZEM MELHOR. Uma lista para o aperfeiçoamento pessoal.

Amamos os novos pesquisadores de história da família. Eles acrescentam entusiasmo e idealismo para a nossa comunidade. Oferecemos esta lista para ajudá-los.

Esta é uma wiki-lista. Fique à vontade para colocar mais ideias à medida que lhe ocorrerem. Ajude-nos a melhorar nossas técnicas, explicando o que genealogistas experientes fazem de melhor.
Os iniciantes não fazem boas anotações.

Os registros de grupo familiar dos iniciantes citam poucas fontes e limitam-se a nascimentos, casamentos e óbitos. Seus diários de pesquisa muitas vezes são pedacinhos de papel largados entre as folhas de um caderno espiral. Eles têm uma tendência para fazer cópias manuscritas de fontes. Suas cópias de fontes são dispersas e mal organizadas. Encontrar um determinado documento pode levar de 5 minutos ou mais.

Consequências: má organização e registros pobres frequentemente resultam em pesquisas redundantes, documentos perdidos, pistas esquecidas, baixo nível de relações e análise, conclusões incorretas, becos sem saída e falsas conexões.

Pesquisadores experientes documentam como eles avançam, mantendo-se atualizados, bem fundamentados e notas de rodapé em registros de grupo familiar, juntamente com o diário de pesquisa. Os veteranos fazem fotocópias das fontes sempre que o repositório lhes permite. Eles incluem todos os eventos em seus registros de grupo familiar, tais como os censos, serviço militar e mudanças de endereço. Eles são bem organizados. Graças ao seu diário de pesquisa eles podem rapidamente ter qualquer cópia de documentos sobre a família em suas mãos. Eles usam os seus registros, especialmente o registro de grupo familiar, como sua melhor fontes de ideias para decidir onde dar o próximo passo em sua pesquisa, pois lá estão apontadas todas as pistas que encontraram. Eles usam seu diário de pesquisa para documentar suas estratégias, bem como as fontes pesquisadas.
Os iniciantes tiram conclusões que não são apoiadas por evidências

os iniciantes são muitas vezes demasiados rápidos em tirar conclusões sem provas suficientes. Por exemplo, quando iniciantes encontram registros de indivíduos com o mesmo nome, eles podem assumir que os registros representam a mesma pessoa quando não são. Por exemplo, um registro do censo mostrando William Bescoby nascido por volta de 1811, em Lincolnshire, na Inglaterra, e um registro de casamento mostrando William Bescoby casando-se em 1835, em Lincolnshire, Inglaterra podem facilmente parecerem ser a mesma pessoa. Sem fazer pesquisa adicional, um novato pode concluir que esses dois registros representam a mesma pessoa. Mas novas pesquisas no censo e outros registros teriam mostrado que não.

Consequências: árvores familiares incorretas, relacionamentos errados, fusões incorretos na Árvore Familiar (Family Tree) e tempo gasto pesquisando linhas incorretas.

Pesquisadores experientes percebem que evidência sólida a partir de múltiplas fontes é necessária a fim de tirar conclusões válidas sobre os indivíduos e as relações familiares. Eles olham para os registros de várias direções para os indivíduos, incluindo nascimento, casamento, morte e registros do censo. Eles usam esses registros para criar uma imagem completa dos indivíduos e das famílias, para que as respectivas conclusões sejam fortemente apoiadas pela evidência.
Os iniciantes acham que o nome de um antepassados tem apenas uma forma correta.

Os iniciantes podem rejeitar fontes que mostrem o nome do antepassado escrito de modo diferente do esperado. Eles muitas vezes insistem que a família sempre escreveu o nome apenas de uma maneira. Eles podem ficar desconfortáveis com grafias variáveis, pois presumem que grafias diferentes são um sinal de que seus antepassados eram pouco instruídos Eles ignoram a possibilidade de que era um funcionário (e não familiares), que escreveu o nome diferente.

Consequências: Fontes perdidas, oportunidades perdidas, pistas perdidas, genealogias deficientes e incompletas.

Pesquisadores experientes achariam estranho se encontrassem apenas uma grafia em todos os registros de uma determinada pessoa. Eles esperam e procuram ativamente o máximo de variações na grafia do nome. Pesquisadores experientes procuram nomes sob nomes do meio, iniciais, abreviaturas e apelidos. Eles usam o Índice Genealógico Internacional para encontrar grafias alternativas para sobrenomes. E usam tabelas de substituição de grafia para descobrir ainda mais variações alternativas do sobrenome.
Os iniciantes muitas vezes têm objetivos de pesquisa vagos

Os iniciantes muitas vezes têm pouco foco. Quando questionado sobre a pessoa e evento que procuram, um novato pode não ter alguém específico em mente. Eles só querem encontrar ancestrais o mais rápido possível. Além disso, muitas vezes não dispõem do grupo familiar quando fazem questionamentos.

Consequências: A falta de foco de um novato significa a improvável permanência na tarefa Eles muitas vezes não sabem onde procurar. Sua falta de foco, muitas vezes resulta em uma falta de progresso e eles são facilmente desencorajados.

Os pesquisadores experientes trabalham em um evento específico da vida de uma pessoa de cada vez. Eles sabem dizer qual pessoa e evento, por exemplo, "quero documentar o nascimento de Maria Fraga". A natureza do evento sugere uma variedade de fontes que possam ter informações sobre esse evento. Os veteranos também trazem consigo um registro de grupo familiar bem documentado deste antepassado específico para que o pesquisador possa revisar as pistas. Eles tendem a continuar pesquisando aquele evento na vida de uma pessoa até que o encontrem.
Pesquisadores iniciantes frequentemente alternam entre as famílias.

Os iniciantes passam para uma família diferente, antes de terminar a maioria das pesquisas sobre a família que começaram.

Consequências: Pistas sobre os indivíduos são incorporados em suas conexões com sua família e associados. Fracasso em entender a família e a comunidade resulta em menos pistas e menos evidencias. Pesquisas superficiais resultam em menos correlação e análise de registros - uma configuração de conclusões pobres

Pesquisadores experientes entendem o valor de pesquisar os membros de uma família até que todos os membros estão bem documentados antes de mudar para uma nova família. A pesquisa pode pular um pouco entre os membros da mesma família, mas fica dentro da família até que termine.
Os iniciantes iniciam sua pesquisa pelo antepassado mais distante e com menos dados.

Quanto mais para trás na história você vai, menos documentação que você vai encontrar. Registros nem sempre foram mantidos ao longo do tempo, é comum que aqueles registros foram destruídos ou extraviados. Ao começar com ancestrais mais recentes é mais provável do pesquisador encontrar registros bem conservados. O iniciantes cometem o erro de, começar com ancestrais com a menor quantidade de registros. Isto muitas vezes é feito em um esforço para provar a relação a um ancestral famoso ou evento.

Consequências: A falta de dados e pistas é muitas vezes agravada pela falta de fontes de antepassados ​​anteriores. O novato pode não ter aprendido as habilidades de pesquisa necessárias para pesquisar antepassados ​​anteriores, por aprender que os ancestrais recentes são mais fáceis de estudar com mais fontes disponíveis. Tentar se conectar a antepassados ​​famosos pode ocasionar a um pesquisador fazer conexões mal fundamentadas.

Os pesquisadores mais experientes procuram primeiro validar as informações sobre os antepassados mais recentes, que dispõem de mais dados e referências. Quanto mais recente seja um evento e quanto melhor seja sua documentação, mais fácil fica confirmá-lo. O sucesso com os eventos mais recentes geralmente dá pistas que facilitam o trabalho de encontrar eventos anteriores. Pesquisa de Linhagem é geralmente mais fácil do que a pesquisa de descendência, de modo que os veteranos se concentram em antepassados ​​mais recentes antes de passar para a possível descoberta de famosos.
Os iniciantes costumam pensar que não existe registro de um evento se não conseguem encontrá-lo na primeira tentativa.

Consequências: Sem sucesso rápido e gratificação imediata eles desistem muito rapidamente e perdem importantes fontes.

Os pesquisadores experientes mantém o foco no objetivo original: um evento na vida de uma pessoa. Eles continuam com esse objetivo e caçam-no implacavelmente buscando uma variedade de registros, tipos de registro, jurisdições, repositórios, parentes e associados para encontrar as informações. Experiência com pesquisa ensina-os a se apegar como um bulldog e não deixam ir até que a informação seja encontrada. Use tabelas de seleção de registros para encontrar tipos de registros alternativos. Fale com bibliotecários e arquivistas locais para saber sobre as jurisdições alternativas e repositórios. Estude os vizinhos nos registros do censo e registros de imóveis para descobrir a respeito de possíveis parentes que poderia pesquisar para descobrir algo sobre o antepassado que procura.
Os novatos ignoram parentes e vizinhos

Podem observar alguém na mesma casa no censo e dão pouca atenção. Também ignoram os vizinhos que tenham o mesmo nome peculiar, ou profissão, ou local de origem no censo. Eles podem deixar de notar que o mesmo vizinho pode aparecer em um censo posterior com o seu antepassado, mesmo quando eles se mudaram para um estado diferente.

Consequências: os iniciantes não percebem que vizinhos muitas vezes são parentes, nem reconhecem o valor de parentes em encontrar pistas sobre a família. Eles não percebem que estudar o vizinho, muitas vezes, revelará informações sobre o antepassado.

Os pesquisadores experientes sempre tomam nota de todos os moradores de uma casa apontados no censo, bem como de vizinhos com nomes, sobrenomes similares, profissões ou origem geográfica semelhantes. Proximidade implica relacionamento. Eles assumem que são, provavelmente, parentes ou amigos próximos e podem pesquisar esses vizinhos quando a pesquisa sobre a família principal não funciona.
Os iniciantes evitam confrontar documentação contraditória

Os iniciantes podem rejeitar fontes que mostrem o nome do antepassado escrito de modo diferente do esperado. Mesmo o uso de um nome de apelido previamente desconhecido ou um nome do meio pode ser rejeitado sem um estudo adequado para compreender a sua maneira de usar. Eles podem suprimir fontes que discordam de sua perspectiva, deixando de citá-las. E se o fizerem citar tais fontes, eles podem falhar em reconhecer as contradições.

Consequências: Fontes ignoradas, fontes mal utilizadas ou fontes mal avaliadas. Isso pode levar a conclusões baseadas em menos do que todas as melhores evidências disponíveis.

Pesquisadores experientes aceitam contradições e discrepâncias, abertamente reconhecendo-as, analisando-as e explicando o que representa para eles. Eles se esforçam para expor esses tipos de problemas, entendê-los e explicá-los, a fim de compreender melhor tudo o que puder sobre um problema de pesquisa. Conhecer e admitir as fraquezas de um caso leva a uma melhor análise e conclusões.
Os iniciantes não pensam em compartilhar suas pesquisas

Simplesmente não lhes ocorreu que isso pode ser proveitoso.

Consequências: Eles não conseguem pensar em fazer a sua pesquisa o mais útil possível para os outros. Não apresentam seu trabalho à validação de outros. E perdem a chance de colaborar com parentes distantes que pesquisam a mesma família.

Pesquisadores experientes têm o objetivo geral de compartilhar seu trabalho. Querem que isto seja validado. Eles colocaram suas informações de contato em tudo o que eles compartilham assim eles vão ouvir de parentes distantes e serão capazes de melhorar a sua informação.
Os iniciantes não "afiam o serrote" o suficiente

Os iniciantes negligenciam sua educação genealógica. Não participam de aulas, não leem o bastante, nem viajam a locais onde seus antepassados viveram para assim aprenderem mais.

Consequências: Fundo Cultural de antepassados, e habilidades de pesquisa avançadas podem estar desaprendidas. O iniciantes não conseguem entender os indivíduos que estão pesquisando, suas conexões com a família, ou a família em suas conexões da comunidade. Sem uma compreensão do contexto cultural, certas fontes podem ser ignoradas.

Os pesquisadores experientes participam de aulas e preparam aulas, leem e escrevem artigos e livros, e visitam locais históricos de seus antepassados. Eles esforçam-se para compreender a cultura, a comunidade e a família que estão pesquisando. Os pesquisadores experientes continuam a olhar
Erros De Novatos

novas e melhores maneiras para encontrar antepassados.
Os iniciantes têm expectativas demais e desistem muito cedo.

Os novatos são muito ansiosos para 'terminar sua família "e assim eles tendem a adicionar informações da Internet ou copiar o trabalho dos outros, sem verificar as informações, verificar as fontes, ou certificando-se de que as informações e documentos que recolhem representam uma correta e coesa imagem de seu ancestral.

Consequências: Eles acabam com um produto final que é quase inutilizável. Eles podem estar dispostos a partilhar no início, mas eles rapidamente tornam-se sobrecarregados com correções que são necessárias ou detalhes que parecem ser muito difíceis de corrigir. Eles tornam-se confusos ou desorientados com a tarefa de pesquisar e refazer desde que o produto final é tão cheio de informações que é novo para eles. Eles podem dizer: "Todo mundo que vê meu trabalho, encontra falha nele ou quer corrigi-lo. Por que eles não podem apenas aceitá-lo e seguir em frente? "Infelizmente isso é o que muitas vezes acontece com eles. Eles perdem o interesse e seguem em frente sem completar a tarefa ..

Pesquisadores experientes estão cientes de que, enquanto eles não estão adicionando centenas de nomes de cada vez, eles estão fazendo um bom trabalho que está bem documentado. Seu trabalho não vai ser difícil de corrigir ou melhorar no futuro. Enquanto eles podem parecer não dar saltos gigantes, seu progresso é deliberado e duradouro. Eles não são desencorajados por ter que continuamente corrigir ou repensar o seu trabalho, porque eles são metódicos e focados. A longo prazo, eles vão realizar muito mais do que o iniciante simplesmente fazendo as coisas da maneira correta uma vez, ao invés de repetidamente tentar acertar.

Conteúdo relacionado

Documente A MEDIDA QUE AVANÇA!
Cite suas fontes
Anotar as fontes
Registro de grupo familiar: roteiro para pesquisadores
Adicionar um evento personalizado para um grupo de Registro Familiar na Árvore Familiar (FamilyTree)
Organizar os Seus Arquivos
Supor uma Variação Nome
Supor a pessoa ou evento mais fácil para pesquisar
Compartilhar: uma boa maneira de encontrar antepassados