Brasil Registros Militares

De FamilySearch Wiki
Ir para: navegação, pesquisa
Tópicos de Pesquisa do Brasil
Bandeira do Brasil
Iniciando Pesquisa
Tipos de Registros
Brasil Panorâmica
Etnia
Recursos de Pesquisa Local
Moderador
O moderator da Wiki do FamilySearch para o Brasil é Adriano Almeida


Brasil Gotoarrow.png Registros Militares

A primeira tropa regular, composta por 600 soldados voluntários, desembarcou no Brasil em 1549 com o governador-geral Tom de Souza. No século 17, havia tropas organizadas (Tero) de branco, pretos (Negro / Black), pardos (mulatos), e os índios, e mais tarde havia regimentos organizados da milícia. Depois da guerra holandesa foi organizada uma reserva de soldados e cavalaria comandadas pelos militares fazendeiros.

Em 1763 a capital foi transferida da Bahia para o Rio de Janeiro. A Companhia de Cavalaria da Guarda do Vice-rei tornou-se o Primeiro Regimento de Cavalaria. Outras unidades militares foram adicionadas gradualmente no Rio de Janeiro e outras capitanias. Unidades marítimas foram formadas nos principais portos. Depois da partida de D. João VI, o príncipe D. Pedro ordenou a organização da Guarda Civil, cujos membros serviriam por três anos para a defesa da Corte. A Guarda Nacional foi criada pela lei de 1831.

Antes do decreto de 1839, os militares não eram bem organizados, embora a academia naval tenha sido criada em 1808 e uma academia militar criada em 1810. Antes dessas datas oficiais militares a nobreza frequentava academias militares em Portugal. Com exceção de algumas unidades portuguesas nas principais cidades do Brasil, a maioria das unidades eram milícias comandadas pelo Capitão-Mor. Mesmo na guerra com a Argentina (1825 a 1828) pelo território do Uruguai (Guerra Cisplatina), o Brasil teve que contar com muitos mercenários.

Registros militares identificam indivíduos que serviram nas forças armadas ou que eram elegíveis para o serviço. A maioria dos jovens foram obrigados a servir ou registrar-se para o serviço militar no Brasil. A prova de que um antepassado realmente serviu pode ser encontrada em registros familiares, biografias, censos, inventários, registros civis e registros da igreja.

Registros militares são potencialmente de grande valor genealógico. Registros militares começam por volta de 1750 e dão informações sobre a carreira militar e antepassados, tais como promoções, lugares servidos, pensões e conduta. Além disso, esses registros costumam incluir informações sobre idade, local de nascimento, residência, ocupação, descrição física, e membros da família. No entanto, muitos registros militares no Brasil oferecem muito poucos detalhes sobre indivíduos que não eram oficiais.

O Arquivo Militar brasileiro tem cerca de 80.000 registros de natureza biográfica. Os Arquivos da Marinha no Rio de Janeiro tem registros a partir do ano de 1800. Registros anteriores da milícia são encontrados nos arquivos do Estado. Registros de unidades militares portuguesas pré-1822 são encontrados nos seguintes arquivos portugueses: Arquivo Nacional da Torre do Tombo, Arquivos Militares Históricos e da Biblioteca Nacional de Portugal e também nos arquivos espanhóis de Segovia, Madrid, Sevilha e dos períodos em que a Espanha governou Portugal.

Para entrar na escola de cadetes militares em Portugal uma pessoa tinha que apresentar prova de nobreza de seus pais e de todos os quatro avós. Esse sistema existiu até 1832. Após essa data, por decreto de D. Pedro, pessoas do meio poderiam também se aplicar para a entrada do serviço militar como oficiais.

Os registros que você encontrará são os seguintes:

Rolos de Milícia

Arquivos pessoais

Livros de Contabilidade Regimental

Cartas de conduta

Listas de funcionários

Registros de Pensão

Registros de licença

Registros Navais

Listas descritivas

Registros de serviço militar no Brasil são mantidos pelo Arquivo Histórico do Exército (Arquivos Militares do Rio de Janeiro), os Arquivos do Estado de São Paulo, e outros arquivos estaduais. O Estado da Bahia tem três volumes de registros militares de 1691 a 1822 em sua seção histórica. Vinte volumes de registros pessoais do Exército para São Paulo são encontrados no Arquivo do Estado de São Paulo de 1800 a 1830, cobrindo a guerra com a Argentina (sobre o território do Uruguai). Houve também um recenseamento militar para São Paulo em 1818. Ver Brasil Censo para mais informações.

A Biblioteca de História da Família não tem registros militares brasileiros. Registros de Matrícula, de 1889 encontram-se em:

Colégio Militar do Rio de Janeiro

Rua São Francisco Xavier, 267 - Tijuca
20550-010 - Rio de Janeiro, RJ
BRASIL
Internet: http://www.cmrj.ensino.eb.br/

Registros de unidades militares, biografias e histórias de guerras e campanhas internas podem ser encontradas em:

Ministério do Exército

Arquivo do Exército
Praça Duque de Caxias - Centro
20221-260 Rio de Janeiro, RJ
BRASIL
Internet: http://www.exercito.gov.br/

Para usar registros militares brasileiros você terá que determinar a unidade específica em que seu antepassado serviu.
Se os seus registros de família não fornecerem esta informação pode ser possível saber quais unidades foram criadas na área onde ele morava. Para fazer isso você deve saber, pelo menos, a cidade onde o indivíduo vivia quando estava na idade de servir nas forças armadas. Para a história militar, consultar:

Barroso, Gustavo. História Militar do Brasil (História Militar do Brasil). São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1935. (FHL livro 981 M2a, filme 0962400 item 2)

O Ministério da Marinha foi fundado em 1834 e tem registros que datam de 1790. Muitos dos registros antigos estão localizados no Arquivo Nacional do Brasil. O endereço para os arquivos para o Ministério da Marinha é:

Ministério da Marinha

Arquivo da Marinha
Praça Barão de Ladário - Centro
No Edifício do 1 ° Distrito Naval - Térreo
20091-000 Rio de Janeiro, RJ
BRASIL
Internet: https://www.mar.mil.br/

História Militar

O Brasil esteve envolvido nas seguintes ações militares:

De 1555 a 1560 Os franceses invadiram a Guanabara.

Em 1567, militares expulsaram os franceses e ocuparam a Baía de Guanabara.

Em 1500, Bandeiras (membros de expedições ao sertão em conquista de novas terras, ouro e pedras preciosas) formaram suas unidades de milícias locais, sem permissão real.

Entre 1624 e 1654 Os Holandeses invadiram e ocuparam o Brasil. Depois de uma batalha em 1641 os holandeses foram expulsos em 1654. A maioria das batalhas foram travadas pela milícia local.

Entre 1710 a 1711, ocorreu um confronto entre plantadores de Olinda e os comerciantes de Recife, A Guerra dos Mascates.

Entre 1825 a 1828 ocorreu A Guerra Cisplatina, entre Argentina e Brasil, . O Brasil perdeu o Uruguai.

Entre 1851 a 1852, o Brasil guerreou com a Argentina.

Entre 1864 a 1870, o Brasil, Argentina e Uruguai, guerrearam com o Paraguai na Guerra da Tríplice Aliança.

Histórias Militares estão listadas no catálogo do Family History Library em:

BRASIL- HISTÓRIA MILITAR

Brasil Registros Militares