Apucarana, Paraná - Genealogia

De FamilySearch Wiki
Ir para: navegação, pesquisa

Brasil Gotoarrow.png Paraná Gotoarrow.png Apucarana

(Inclua nesta página dados deste município. As informações em itálico são apenas orientações e deverão ser suprimidas assim que os conteúdos forem incluídos.)

ApucaranaPR.svg.png

Localização: Mesorregião Norte Central Paranaense
Área: 558,388 km²
Distância da Capital: 369 km

Datas

(Inclua datas históricas relacionadas ao município, como data de fundação, emancipação política, etc.)

No ano de 1938, Apucarana foi elevada à categoria de vila. Em 28 de janeiro de 1944, Apucarana foi elevada a município, sendo seu primeiro prefeito o coronel Luís José dos Santos.

Antigas Denominações

(Inclua antigos nomes que o município tenha tido.)

Municípios Circunvizinhos

Localidades

(Inclua sublocalidades do município que sejam significativas, tais como povoados, fazendas, estâncias, etc.)

História

(Inclua um breve resumo histórico sobre o município, destacando os fatos que se relacionem ou que facilitem de alguma forma a pesquisa genealógica na localidade.)

A cidade é também conhecida como "Cidade Alta" e reconhecida como capital nacional do boné. "Apucarana" é um nome de origem tupi-gurani, usado pelos índios guaianases, que significa "semelhante à própria floresta" (apó = base; caarã = semelhante à floresta; anã = imensa).

A região onde localiza-se Apucarana foi colonizada pela Companhia Inglesa de Terras Norte do Paraná, a exemplo de Londrina e Maringá. Os colonizadores teriam chegado por volta de 1930.

Em função do sucesso econômico dos anos 1940 a 1970, obtido graças aos ciclos madeireiro, cafeeiro e da atividade comercial cerealista, a cidade rapidamente se tornou um centro comercial dinâmico, referência de serviços e comércio de bens de todo o Vale do Ivaí (na época, uma próspera região agrícola), e dotada de uma ampla rede bancária. A base econômica do desbravamento foi a atividade madeireira, que representou o berço da atividade industrial da cidade e abriu espaço para a agricultura. O rápido crescimento se deu pela migração, de paulistas em sua maioria, porém com contingentes ainda importantes de mineiros e baianos. Também foi muito significativa a imigração de portugueses, ucranianos, poloneses, alemães e japoneses.

Ao momento em que entrava em declínio gradual a exploração da madeira, se instalou a cafeicultura e o rico comércio de grãos, fomentado estrategicamente pelas facilidades logísticas da cidade, um entroncamento rodoviário e férreo, convergindo o transporte da produção agrícola de todo o norte do Paraná para os canais exportadores de Santos e depois Paranaguá. Com a Rodovia do Café que ligava Apucarana à capital do estado do Paraná, Curitiba, inaugurada pelo então governador Ney Braga, a cidade ligou-se ao governo central.

A prosperidade sofreu um profundo impacto do fim do ciclo cafeeiro, precipitado pela desastrosa geada de julho de 1975. O colapso da atividade cafeeira intensiva desempregou a grande população rural associada a ela, e em poucos anos o núcleo urbano (até então com 60.000 habitantes) quase dobrou de população, chegando a se favelizar. Pequenos agricultores e trabalhadores rurais experientes emigraram em massa para o Centro-Oeste, enquanto fazendeiros e industriais abriram seus novos empreendimentos nas fronteiras agrícolas brasileiras e, quando bem-sucedidos, também migraram.

A depressão econômica persistiu por pelo menos uma década, até o meio dos anos 1980, quando os galpões abandonados da região da Barra Funda e os altos índices de desemprego ofereceram condições de baixo custo para o começo da indústria do boné e algumas empresas de vestuário. Ainda que tardiamente (em relação à vizinha Arapongas, por exemplo), foram organizadas pequenas zonas industriais setorizadas que serviram melhor ao parque moageiro e incentivaram outras empresas de porte médio a se instalarem. A população de Apucarana é composta na maior parte por brasileiros. Registra a presença de duas importantes colônias de imigrantes: japoneses e ucranianos. Há o registro ainda, de outras etnias, como de italianos, portugueses, espanhóis, poloneses e alemães.

Famílias Tradicionais

(Relacione as famílias mais antigas e tradicionais do município, por ordem alfabética de sobrenome e separado por vírgulas.)

Instituições

Cartórios de Registro Civil, Notas e similares

(Inclua as unidades cartoriais do município, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver.)

Cemitérios

(Inclua o(s) nome(s) do(s) cemitério(s) do município, tanto públicos quanto particulares, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver)

  • Cemitério Municipal - Cristo Rei
    Endereço: Praça Cristo Rei, 2-96 - Bairro: Igrejinha - CEP: 86802-405
    Telefone: (43) 3422-1053
  • Cemitério Parque Portal do Céu
    Endereço: Rua Doutor Osvaldo Cruz, 1100 - Bairro: Centro - CEP: 86800-720
    Telefone: (43) 3033-7922

Centros de História da Família

(Inclua o(s) nome(s) do(s) Centro(s) de História da Família existente(s) no município. Utilize a opção Inserir Hiperlink para ligá-lo à página do Centro na Wiki.)

Locais de Registros Religiosos

(Inclua as igrejas e outras instituições ligadas a estas, como dioceses, arquidioceses e escritórios, existentes no municípios, bem como endereço, telefone, e-mails e links para páginas virtuais, se houver.)

Outros Locais e Instituições

(Inclua Associações, Arquivos Públicos, Bibliotecas, Institutos Históricos, Museus, Prefeituras e qualquer outra instituição que possa conter acervo de interesse para a História da Família ou que possa servir de meio para contato no município; inclua endereços, telefones para contato, e-mails e links para páginas virtuais, se houver. Relacione-os em ordem alfabética.)

Outros Recursos de Pesquisa

(Inclua outros recursos que possam ser utilizados para pesquisa específica no município, como comunidades online, páginas pessoais, etc.)

Bibliografias

(Inclua livros já publicados relacionados à localidade.)

Referências

  1. https://pt.wikipedia.org/wiki/Apucarana
  2. http://cod.ibge.gov.br/23569
  3. http://www.encontraapucarana.com.br/empresas/cemiterio-cristo-rei/
  4. http://cemiterioportaldoceu.simplesite.com/
  5. http://www.funverde.org.br/blog/ministerio-publico-de-apucarana-recebe-carta-de-padres-que-sao-contrarios-ao-cemiterio-portal-do-ceu-da-familia-bertoli/