Sobrenomes Brasileiros

outubro 8, 2019  - by 

Se você perguntar a qualquer brasileiro qual o sobrenome mais comum no Brasil com certeza a resposta será Silva.

O sobrenome Silva, que em latim significa selva, foi trazido pelos portugueses com a colonização.  Sendo atribuído àqueles que não traziam consigo um nome de família ou aqueles que não se sabia ao certo de que cidade ou região procedia, se espalhou rapidamente pelo território brasileiro. O registro mais antigo desse sobrenome no Brasil é o do alfaiate Pedro da Silva datado de 1612.  

Muitos escravos após a “Lei Áurea” também adotaram o sobrenome Silva para começar as suas vidas como libertos. 

Como veremos nesse artigo, outros sobrenomes portugueses também se tornaram bem populares no Brasil. 

Você sabia que a grande maioria da população brasileira tem sobrenome de origem Ibérica?  

criança brasileira

Sobrenomes no Brasil

Nos primeiros anos do Brasil, a Igreja Católica fazia os registros de nascimento, apenas com o prenome da criança, sem um sobrenome . Foi somente no século XIX que os registros civis  tornaram-se padrão no Brasil e passaram a incluir sobrenomes nas certidões de nascimento. 

Até a abolição da escravidão em 1888, os escravos também não tinham sobrenomes.

Origem dos Sobrenomes Brasileiros

Devido a colonização, uma grande parte das famílias no Brasil possue sobrenome de origem portuguesa.

E da mesma forma que em alguns outros países esses sobrenomes surgiram das seguintes maneiras:

Patronímico e matronímico

Em tempos antigos era uma prática comum as filhas receberem o sobrenome da mãe e os homens o do pai. Em casos raros, os rapazes podiam receber o sobrenome da mãe, por exemplo, se não tivessem pai, ou as moças receber o do pai, no caso da família do pai ser mais distinta do que a da mãe. 

Na língua portuguesa, sobrenomes como Antunes (filho de Antonio), Alves (filho de Álvaro), Fernandes (filho de Fernando), Gonçalves (filho de Gonçalo), Nunes (filho de Nuno), Pires (filho de Pedro), Rodrigues (filho de Rodrigo)  são patronímicos onde a terminação -es significa “filho de”.   

Retrato de família brasil

sobrenome patronímico também podia ser usado da seguinte maneira: Pedro João significando Pedro, filho de João.  

Como exemplo de sobrenomes matronímicos teríamos: Antonio Mariano, Antonio filho de Maria, ou no caso das filhas: Maria Isabel, significando Maria, filha de Isabel.

Toponímico 

Alguns sobrenomes brasileiros, como alguns antigos sobrenomes portugueses, são sobrenomes que fazem referência a um lugar onde o ancestral que o utilizou nasceu ou viveu, ou a acidentes geográficos perto de onde viveu.

São sobrenomes como: Almeida, Azevedo, Braga, Barros, Brasil, Bahiense, Campos, Cardoso, Correia, Castro ( castelo antigo ), Costa, Fontes , Guimarães , Magalhães , Macedo, Matos, Pedreira, Queirós, Ribeiro, Rocha, Siqueira ou Sequeira (lugar seco), Serra, Souza, Teixeira, Valle.

Alguns topônimos são de origem indígena como: Jatobá, Parahyba , Palmeira, Pitanga, Pitangui, Suassuna.

Religião   

No Brasil é muito comum os sobrenomes com significado religioso. Esses sobrenomes surgiram principalmente em razão do abandono de crianças nos orfanatos e instituições religiosas, muito comum na época. Essas crianças geralmente eram batizadas com o nome do santo relacionado ao dia em que eram encontradas ou batizadas. Também era prática comum uma pessoa ao se converter ao catolicismo alterar o sobrenome como forma de demonstrar a sua nova fé. 

No caso das crianças do sexo feminino, o primeiro nome de escolha geralmente era Maria seguido de um dos títulos da Virgem Maria: 

Maria da Anunciação, Maria da Consolação, Maria da Graça, Maria Imaculada, Maria do Céu, etc. 

Sobrenomes não-portugueses no Brasil 

Com a imigração de pessoas vindas de outros países (Itália, Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Polônia, Líbano, China, Japão e outros) a diversidade de sobrenomes no Brasil aumentou. 

Alguns sobrenomes estrangeiros tiveram a grafia alterada durante muitas gerações e hoje não podem ser reconhecidos nos seus países de origem, como o sobrenome Collor (do alemão Koeller). 

Passeio de bicicleta no Brasil

Nomes próprios como sobrenomes 

Entre esses sobrenomes podemos citar Maria da Conceição e Maria de Jesus, onde Conceição e Jesus fembora sendo prenomes foram dados como sobrenomes em alguns casos onde as crianças não tinham um nome de família. 

No Brasil,  certos descendentes de pessoas famosas às vezes utilizam o nome e o sobrenome de um ancestral como um sobrenome composto, permitindo que eles sejam facilmente identificados como descendentes do ancestral famosos. São sobrenomes como Ruy Barbosa, Vital Brasil, Miguel Pereira.   

Você pode saber mais sobre o sobrenome da sua família observando os padrões na sua árvore genealógica. Você ainda não tem uma árvore genealógica? Inscreva-se gratuitamente no FamilySearch para ver se seus antepassados ​​estão na árvore familiar compartilhada. Se não estiverem, você pode adicioná-los!

 

Jorge Todeschini e Claudia Brandão


Descubra seus Ancestrais com FamilySearch.org!

Family from Brazil walking along the street.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

  1. Assisti a um canal no YouTube que fala sobre alguns sobrenomes de pessoas que vieram de Portugal, são de antepassados judeus, os quais usavam tais sobrenomes, para escaparem da inquisição, já que ocatólicaos reis da época, sendo católicos , não admitiam a religião judaica, mandando matar ou impondo que os judeus escolhessem entre a sua religião ou morrer. Muitos de nós, inclusive, os nordestinos, têm sangue judeu! Vocês poderiam buscar mais informações sobre este assunto?!