Sedento por Informações Sobre Seus Antepassados? A Ajuda Está a Caminho!

setembro 2, 2015  - by 

Todos já vimos fotos de um homem com roupas velhas, rastejando nas areias quentes do deserto com o sol massacrando e abutres circulando no alto. Compare essa cena com o homem usando bermudas, descansando à sombra de um guarda-sol, bebendo uma limonada gelada.

Qual situação mais se assemelha a sua experiência com a história da família? Você é como o pesquisador bebendo limonada que tem muitos registros para pesquisar e muitas fontes de informações para buscar que você não consegue decidir por onde começar? Ou mais como o morador ressequido no deserto, que está morrendo por quaisquer informações que você possa achar sobre seus antepassados?

Se seus antepassados viveram em um país de língua inglesa, certamente você está apreciando uma riqueza (talvez mais bem descrita como um dilúvio) de informações e abençoando as vidas de seus antepassados através do FamilySearch.org. Se seus antepassados são de qualquer outro lugar do mundo, o FamilySearch reconhece que sua oportunidade de encontrá-los é mais semelhante a tentar localizar água no deserto do Saara.

Esse boletim por muito tempo promove a ideia de que todos merecem ser lembrados. Uma consequência é a crença de que todos os que vivem merecem encontrar seus antepassados. Você se surpreenderia em saber que o site FamilySearch.org atualmente oferece 20 vezes mais registros pesquisáveis em inglês do que em todos os demais idiomas combinados? É então alguma novidade o fato de estarmos sendo tão explícitos sobre a necessidade de indexadores e conferentes em idiomas diferentes do inglês?

O recente evento mundial de indexação foi realizado para sensibilizar a necessidade de indexadores e conferentes em todos os idiomas, com uma ênfase especial em 2015 para o espanhol francês, italiano e português. Queremos “acelerar a pesquisa” para as pessoas em todo o mundo. Para isso, devemos redobrar nossos outros esforços de recrutamento para encontrar voluntários com fluência em idiomas diferentes do inglês vivendo nos Estados Unidos e outros países de língua inglesa.

Para ajudar essas pessoas a começar e assegurar a qualidade dos registros indexados, estamos postando projetos introdutórios especiais de indexação e proporcionando seminários de treinamento, vídeos e guias especiais de treinamento. Também convidamos e treinamos as pessoas que falam apenas inglês, mas que estão dispostos a aprender a indexar tipos específicos de índice de registros em uma segunda língua. Além disso, o FamilySearch está avaliando seus processos para determinar como podemos fornecer mais projetos de indexação em idiomas diferentes do inglês e publicar o trabalho online dos voluntários em tempo hábil para melhor reconhecer e recompensá-los por seus esforços.

Esta não é uma campanha temporária. Esta é a nova essência do programa de indexação que continuará em andamento, e precisamos de sua ajuda para ter sucesso. Incentivamos você a refletir sobre o que você pode fazer para contribuir para esse esforço. Se você é falante nativo de um idioma diferente do inglês, por favor, comece ou continue a indexar e conferir em seu idioma. Se você conhece outras pessoas, ou é líder de outras pessoas, que são fluentes em um idioma diferente do inglês, por favor, faça todo o possível para motivá-los a ajudar a indexar e conferir naquele idioma. E não se esqueça de que à medida que aumentarmos a indexação em idiomas diferentes do inglês, a necessidade de ajuda com a conferência também continuará a crescer. Para mais informações, clique aqui. Se você tiver comentários, por favor, envie-o para fsindexing@familysearch.org.

Ao trabalharmos juntos, poderemos tornar possível que todos possam sentir a alegria transformadora de encontrar seus antepassados!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

  1. Eu não sei falar Inglês , falo o Português, tenho feito indexação e principalmente conferencia , para ajudar mais, vou acelerar ainda mais meu trabalho, e vou pesquisar quem fala outros idiomas e incentivar para que façam esse trabalho. Eu estou muito preocupada com a minha genealogia, pois agora cheguei num ponto crítico , por parte de pai tudo na Alemanha e Yugoslávia (Agora Sérvia), não sei aonde encontrar esses dados. Por parte de Mãe tudo da Itália , e não tenho encontrado nada. Podem me ajudar dizendo aonde posso tentar encontrar? Obrigada desde já. Vou ajudar o mais que puder. Abraços.

    1. Temos uma comunidade online oficial sobre história da família e vc pode fazer parte e pedir ajudas e ajudar outros, então, te enviamos um convite para ingressar. Além disso pode contar com a ajuda do pessoal de um chf próximo a você, usar os sites parceiros do FamilySearch para pesquisar mais registros de seus antepassados em http://www.FamilySearch.org/partneraccess . Temos ainda nosso suporte no fone 0800-891-6465

    2. Meus antepassados são todos italianos, e também não encontrei nada na Itália até agora. Encontrei quase todos os registros deles após sua vinda para o Brasil, mas nada na Itália. No meu caso, a razão disso é que meus antepassados eram da região do Veneto (províncias de Verona, Vicenza e Treviso), e dessa região só foram publicadas (no familysearch e no portal Antenati) as imagens de registros da província de Venezia. Entrando em contato com o portal Antenati, soube que as imagens dos registros da província de Verona devem ser publicadas por volta de outubro do ano que vem. Então tenho a expectativa de começar a encontrar os registros italianos a partir do próximo ano. Enquanto isso, como sou fluente em italiano, estou ajudando a indexar os registros da província de Mantova, cujas imagens foram publicadas recentemente no familysearch e no portal Antenati.

      1. Bom dia Carlos e ai conseguiu?
        Vi que deixou o comentário em outubro de 2015 também estou atrás do meu antenato Itáliano, o que sei até agora é que o meu nasceu em Suzzara uns 30 a 40 km de Mantova

      2. Bom dia Carlos e ai conseguiu alguma coisa já? Vi que postou em outubro de 2015.
        Estou a procura do meu antenato Italiano também, o que sei é que nasceu em Suzzara uns 30 a 40 km de Mantova. Como funciona esse portal Antenati?

        1. Olá Lilian. Consegui em parte. Do lado da minha mãe, meus antepassados tinham os sobrenomes Micheletto e Moro. Dos Moro ainda não encontrei nada, mas, dos Micheletto, encontrei o registro de batismo do meu bisavô, e o registro do casamento civil dele, ambos no Comune de Monticello Conte Otto, na província de Vicenza. Mas tive que entrar em contato, primeiro com o Arquivo de Estado da Província, para saber a cidade onde meu bisavô nasceu e se casou, e depois com o Comune e com a paróquia da cidade. Isso porque as imagens de Vicenza ainda não foram publicadas. Do lado do meu pai os sobrenomes são Montagnoli e Baldo. Dos Montagnoli, que eram da província de Verona, ainda não achei nada, mas dos Baldo eu encontrei registros até dos meus “pentavós”! Encontrei as imagens dos registros deles aqui mesmo no FamilySearch. Descobri que eles eram da província de Padova (do Comune de Limena), e que as imagens dessa província já tinham sido publicadas aqui. Sobre seu antenato, bom, como você já sabe o Comune em que ele nasceu, as coisas ficam bem mais fáceis. Você pode entrar no portal Antenati:

          http://www.antenati.san.beniculturali.it/v/Archivio+di+Stato+di+Mantova/Stato+civile+italiano/Suzzara/

          Esse link que enviei já é dos registros do Comune de Suzzara. Lá você clica em “Nati, indici decennali”, e é só procurar pelo nome do seu antenato. Encontrando, você terá o ano e o número do registro de nascimento dele. Daí você volta no link acima, e clica em “Nati”, depois, clica no ano do nascimento, e daí procura pelo número do registro. Estão disponíveis, como você pode ver, os registros de nascimento dos anos de 1871 até 1900.

          1. Olá Carlos,
            Estou tentando ajudar uma colega de nome MICHELON CHRISTOFORO 1863 A 1865 que tambem é de VICENZA localidade de Mure de Molvena. Acho até que tem algo a ver com a familia da sua mãe. Talvez até encontrou algo quando pesquisou a familia dela. Se puder ajudar algo agradeço.

          2. Para Carlos Maurici (por alguma razão, não está aparecendo o hyperlink “Responder” abaixo da sua mensagem): veja o seguinte link:

            http://www.arsas.org/leva?format=html&reset=false&search=Michelon&searchfield=Cognome&limit=10&limitstart=0

            Esse link se refere à lista de serviço militar da província de Vicenza. Você pode ver que aparecem na lista vários Michelon de Molvena. Infelizmente, a lista começa em 1866, e por isso o Christoforo que você procura não aparece nela. Ele tinha algum irmão mais novo? Se tinha ele pode ser um dos Michelon de Molvena que aparecem na lista.

          3. Bom dia Carlos Montagnoli, me chamo Janaina Micheletto e meus antepassados pela linhagem paterna (meu tataravô Angelo Micheletto, filho de Giacomo e Maria Canella, nasceu em Monticello Conte Otto, no dia 23.10.1853). Inclusive meus pentavôs, Giacomo e Maria se casaram na Chiesa de Cavazzale, em Monticello Conte Otto, em 09.11.1852 ! Encaminhei um email ao Pároco em janeiro deste ano e até hoje não obtive resposta! Acredito que descendemos do mesmo troco familiar! E gostaria de compartilhar informações contigo sobre esse assunto, caso tenga interesse é claro! Desde já agradeço!

          4. Oi Janaina. É realmente muito provável que nossas árvores genealógicas se cruzem em algum ponto. Monticello Conte Otto é um Comune muito pequeno ainda nos dias atuais, de modo que os Micheletto de lá devem de fato pertencer todos ao mesmo tronco familiar. Eu sei porque o pároco não te respondeu, e posso lhe dizer como proceder. Entre em contato comigo pelo facebook, ou pelo email crlcmontagnoli@gmail.com
            .

  2. Fico feliz com o esforço, acredito que realmente devemos certificar que esses Treinamentos ocorram em todas as Estacas para trazermos mais pessoas, para acelerar a obra. Na Estaca Ipiranga temos um grupo de haitianos que , alguns já foram batizados e outros que estão pesquisando a Igreja. O grupo é grande e um membro haitiano recém batizado, ajuda a professora aos domingos a traduzir simultaneamente a aula de Princípios do Evangelho. Na oportunidade apresentamos o CHF e a indexação, mas há necessidade de mais tempo para eles irem se familiarizando com a Igreja. Acreditamos que eles podem ajudar muito no francês. Estamos tentando levantar o numero de membro . Nesse próximo sábado haverá uma atividade de Integração na Ala Monumento, estamos caminhando passo a passo , chamando também jovens , bem como pessoas aposentadas que podem contribuir com essa trabalho. INVISTAM NO TREINAMENTO e nos recursos como computador, cadeiras etc para o CHFs.
    Grata
    Denize Diretora da Indexação Estaca Ipiranga

    1. O sistema FamilySearch permite vc lançar pais biológicos, pais adotivos. Fique a vontade e lance as suas informações familiares, e o sistema permitirá ainda que vc selecione o Preferido para aparecer diretamente em sua árvore ao ser exibida.

  3. yo soy brasileiro, pero puedo ler y escrebir em español y tendria mucho gusto de ayudar, pero tengo mucha dificuldad em coprender los escritos de la indexación mismo en português. que puedo hacer?
    gracias.

    1. Recomendamos que continue indexando mais em projetos do idioma português a fim de adquirir maior experiência na leitura das imagens, e então, ao estar mais maduro nisto poderá fazer em outros idiomas da qual tenha domínio.

    1. Por hora não. Mas por favor caso tenha contatos lá em que possa abrir portas para projetos de preservação dos registros, então, nos contate pois buscamos isto a fim de ampliar o acervo de acesso gratuito online em nosso site.

      1. E quanto ao Paraná e São Paulo? Vi que as imagens do registro civil do Paraná já estão no site do Family Search, mas não há ainda projetos de indexação em andamento para esse estado. Há alguma previsão? Sobre São Paulo, vi que as imagens dos registros da Igreja Católica também estão no site, mas apenas parcialmente indexadas, e também não há projetos em andamento. Há previsão de projetos para São Paulo?

        1. O FamilySerch está trabalhando para lançar novos projetos como este que vc mencionou, no entanto, é preciso findar alguns dos que estão no ar no momento pois há um limite de slots(posições) de projetos em vigor simultaneamente para cada país.

          1. Tenho interesse em saber sobre meus antenatos aqui do Paraná, estou nos italianos, estou pesquisando nos cartórios,
            alguma equipe de vocês postou pequena parte da família no familysearch. Estou conhecendo hoje este sistema e Quero Ajudar vocês.

  4. Tenho alguma experiência em indexação. Realizava meu trabalho em casa com meu notbook e uma linha de internet. Não vejo a hora de poder ter novamente uma linha de internet e um computador. Preciso encontrar meus antepassados e submetê-los ao templo. O mobile é muito pequeno para realizar este trabalho. Eu sei que outros também se beneficiarão com as minhas pesquisas e index. Sou muito grato a equipe do family search pelo seu incentivo e confiança.

  5. Por favor o que está acontecendo? Pois não consigo mais entrar no Yammer sempre acusa que está havendo erro e que já foram notificado para resolverem, mas está apresentando o mesmo problema.

  6. Como diz o Hino = Fé a Cada Passo = É Maravilhosa e já esta aqui…Sim a Indexação é mais uma Grandiosa Obra que Nosso Pai Celestial deu a Todos Nós. Por motivo de Ir ao Templo de São Paulo no Mês que vem, parei com a Indexação para Pesquisar Meus Entes Queridos, mas Logo Voltarei! Felicidades!

  7. Bom dia, excelente site, eu ajudo na indexacao sempre que posso, mas no meu ponto de vista se pudecemos escolher o local acho que muita gente ajudaria, poraue assim a pessoa escolhendo ja vai estar pesquisando onde ela precisa e tam em indexando ao mesmo tempo, mas isso e o que eu penso.

  8. Estou feliz em contribuir com a indexação, mas tenho feito pouco pq tenho me dedicado mais á conferencia. Vou tentar
    fazer um numero maior de indexação tenho decendência Italiana e Portuguesa.
    Da parte italiana já tenho tido algum progresso em minhas pesquisas, mas do lado de Portugal, ainda não localizei quase nada. Alguma previsão para indexação das Ilhas dos Açores prevista ?

    1. Irmã Beth, tambem sou tavares, mas minha arvore é bem pequena. Gostaria, se ´possivel q me desse o nome de um antepassado seu para ver se temos parentesco. o de meus avós são FRANCISCO DE ASSIS TAVARES e LAURINDA SOARES TAVARES / LUIZ GONZAGA TAVARES e CAROLINA CALIPES TAVARES. somos de S. Rafael, RN, Brasil

  9. Olá, sou missionário do Suporte do FamilySearch e convido a todos que possam indexar especialmente os registros de Portugal, pois a maioria de nossos antepassados vieram, de lá e temos muita coisa fazer, lembremo-nos sempre das maravilhosas Bençãos prometidas para quem faz essa Obra.

    1. Olá Rogério, vi que és missionário do Suporte do FamilySearch estou como faço para falar com vc por e-mail? Qual seu contato? Com quem posso falar que poderá me orientar com a busca do meu antenato Itáliano?

      Desde já agradeço imensamente por sua atenção.

      Obrigada

  10. Gostaria muito de ser voluntária nesta pesquisa. Falo português nativo (brasileiro) e entendo espanhol.
    Porém, moro no Brasil.
    Tenho disponibilidade de mudança para outro país.

    Obrigada.

  11. Falo Portugues, e Inglês, comecei a fazer indexação para ajudar quem quer descobrir os seus antepaçados, eu tenho a minha familia perdida no tempo, muito espalhada pelo mundo, e ainda não tive a oportunidade de os descobrir, mas pelo menos consigo ajudar quem tiver interesse. Tenho falado com uns amigos e eles já fazem indexação tambem ! Recomendo a todos para se juntarem, e ajudarem o mundo a conhecer os seus antepassados !

      1. comecei a fazer trabalho no templo para meus familiares,pedi 3 microfilmes mas não to conseguindo descobrir nada preciso de ajuda

        1. Três Recomendações pra lhe ajudar nisto:
          1) Procure ajuda em CHFs próximos de você.
          2) Faça parte da comunidade Yammer/Hug de história da família e genealogia do FamilySearch, e poste perguntas lá em busca de dicas e pistas. Te enviamos o convite.
          3) Dúvidas técnicas e como melhor pesquisar registros e genealogias online ligue em nosso suporte gratuito fone 0800-891-6465.
          Sucesso!

    1. Falo portugues, ingles e espanhol. gostaria de ajudar com a indexação pois tenho varios registros de familia. começei inserindo meus avos maternos, os quais vieram da Austria como imigrantes, chegaram no vapor Mnas em 23 de janeiro de 1899. achei a foto do transatlantico, os livros de registro no porto de santos e aproveitei para conhecer os demais filhos de meu avô com os quais nunca tivemos contato. vou anexar copia do livro de registro, mas infelizmente o nome original de meu avô e minha avó foram mudados. cado alguem seja da familia ou gostaria de me ajudar a localizar mais informações posso dizer que meu bisavô entrou como açougueiro, que meu avô também por um tempo comercializou gado e que conheçeu minha vó D. Ana Trostdorf no bairro Chibaro em Arararaqara,SP.Brasil.

      1. tambem gostaria de ser voluntria anexando nomes de moradores de corrego rico, placas de tumulos e qdo localizar os livros de imigração.
        outras pessoas da familia faifer tambem tem interesse em localização os antepassdos. Tenho impressao que nossos bisavós eram originários da baixa Austria,

  12. Eu conheço um pouco de inglês, mas falo mal, e gostaria de ajudar um pouco a vocês neste trabalho incansável, mas eu sou católico, Seria isto um empecilho com os membros da sua igreja, aos quais os respeito e admiro muito?
    Abs cordiais.
    Lula.

  13. Já inseri mais de 50 pessoas na minha árvore genealógica, porém chego nos meus tataravós e a pesquisa trava. Chegaram ao Brasil vindos da Alemanha, e os sites onde eu poderia ter acesso à informação, não a disponibilizam gratuitamente.
    Acredito que não deva haver custas para se descobrir algo do nosso passado, isto nos pertence, e não é material de barganha!
    Enviei alguns e-mails para museus das cidades de origem de meus antepassados, aguardando resposta para que possa dar continuidade neste trabalho.
    Em breve também incluirei as fotos das certidões de imigração, certidões de nascimento e fotos antigas, datadas de 1880/1890.
    Continuarei na eterna busca da Família Ebenau, posteriormente quero iniciar as famílias Guzzoni e Donatti.

  14. Olá
    Gostei muito dessa iniciativa.
    Estou aqui para procurar meus antepassados por parte de mãe de sobrenome Goldstein.
    Falo inglês e português.
    Se precisarem de ajuda estou à disposição.
    Grata

  15. Acabo de me cadastrar. Quero muito ajudar, minha língua mãe é o português, entendo e falo espanhol e meu inglês é razoável. Como posso começar!

  16. Sou descendente de afro brasileiros, minha mãe, filha única, nasceu em São Gonçalo do Rio Preto, em Diamantina-MG em 1932 e perdeu os pais aos 7 anos. Meu pai, nascido em Salvador-BA, em 1931, não me registrou e abandonou-nos quando eu tinha 5 meses. Não tenho quem batizar porque as portas ainda estão dechadas para mim. Já fui a Diamantina nos cartórios, igrejas, santa casa e nada. Solicitei ao Exército informações sobre meu pai e só descobri que Manoel Martins serviu o Exército. Não liberam mais informações. Ajude-me!!!

    Sandra Regina Ferreira
    Ala Bela Vista – Estaca SP Brasil Cumbica
    11 9 96360580

    1. O convidamos a participar da nossa comunidade Yammer.com/hug onde todos se ajudam no assunto de história da família e genealogia. Continue a visitar nosso site e os chf pois a cada semana mais e mais registros são adicionados para pesquisa online.

      1. fi\ meu cadastro no Yammer.com/hug
        devo aguardar contatos para receber orientações para auxiliar na indexação?
        Li um post onde a pessoa diz ser católica e está preocupada com o assunto religião; também sou católica mas penso que estamos tratando de assuntos diferentes, um deles é opção de religião já o outro é colaboração com um universo de famílias que se perderam entre cidades e navios, entre cidades e países. Gostaria sim de ajudar, afinal também estamos resgatando nossa história familiar e precisamos da ajuda de tantas pessoas!!!!!

        1. Perfeito! Se vc já está dentro do yammer.com/hug , poderá procurar por Adriano Almeida, nosso gerente de comunidades, que terá prazer em lhe apresentar alguns projetos que poderá contribuir.

          1. Fiz a instalação do programa de indexação, mas não estou conseguindo fazer.Tem alguem que possa me ajudar?

  17. Senhores,

    Sou voluntária em sites de genealogia e sempre tive acesso aos registros paroquiais digitalizados do familysearch em Portugal. Porém, ultimamente não obtenho sucesso, diante da freguesia na qual consta os registros aparece na tela mensagem de acesso somente aos membros. Gostaria de saber se houve uma mudança de regras. Desde já agradeço a atenção.

  18. gostaria de saber maiores informaçoes de como posso me inscrever nesse time de voluntarios o quanto antes,por favor.

  19. gostaria de ajudar estou disposta , a me envolver mais , pois sou consultora do chf do templo de curitiba , aguardo seu retorno .

    DENISE

  20. Olá, estou começando agora a busca pelos meus antepassados, por parte de mãe e gostaria de saber como posso começar. Infelizmente, só tenho nomes até meus bisavós e a origem da minha família no Pernambuco. Gostaria de um empurrão, pois procurando na internet é duvidoso. Obrigada.

  21. Estou procurando informações sobre meu antepassado, Pascoal Segala casado com Maria Gazzani.
    Ele é Pai de Vergílio Paschoal Segalla.
    Já revirei tudo e não encontro.
    Necessito para tirar a cidadania Italiana.
    Alguém pode auxiliar me dando uma luz.
    Grata.

  22. Obrigada por essa explicacao. Faco indexacao em outros idiomas, porem sempre fiz mais em ingles. Bom saber disso que em meu proprio idioma é necessario. Vou comecar a indexar nos idiomas que tenho conhecimento.Obrigada mais uma vez Valquiria

  23. Não me importo de Ser Conferente, mesmo Gostando Muito de Indexar, só tenho um Problema = Em media só Sei A LÍNGUA PORTUGUESA e não posso ajudar em outras. Aguardo Respostas!

  24. Bom dia!

    Estou começando minha arvore familiar, mas tenho poucas informações sobre ela. Sei apenas até o nome dos meus avós. Alguém pode me ajudar?

    Grato!

    1. Olá Thiago meu nome é Patrícia. Quando comecei a montar minha árvore genealógica só tinha dados dos meus avós então comecei a falar com meus tios e outros membros da família e hoje estou na quarta geração de meus avós maternos ainda estou em busca de mais informações na família de meu pai mas aos poucos o Senhor vai mostrando caminhos que nos levam a essa informação. Bem não sei se ajudei muito mas te desejo persistência e sucesso nesse trabalho. Abçs!

  25. Estou iniciando agora minha indexação ,preciso de ajuda,mas estou muito feliz para poder fazer,e gostaria de ser voluntária para ajudar muito.

  26. Sou Líder do Grupo de Sumos Sacerdotes da Ala Castro Alves da Estaca Interlagos São Paulo Brasil e é a primeira vez que vou indexar! Quero dar o exemplo e então conseguir incentivar a todos! Felicidades!

  27. consegui descobrir que meus moraram em uma vila chamada Toba na Servia (sobrenome Farkas) e outroa de Recita romenia (sobrenome Lesnyak).
    Tenho fotos e alguns documentos, posso ajudar mais pessoas. como devo proceder?

  28. Boa tarde.

    Sou descendente de italiano.
    Qdo comecei minhas buscas, descobri o famlysearch, e após alguns meses descobri meu antenato na Itália,
    Após, tenho ajudado algumas pessoas a procurarem seus antenatos. Tem algumas informações que são restritas, por exemplo da região Toscana… Dizem que só membros tem acesso.
    É possível eu ter acesso aos dados?
    Gostaria de poder ter acesso para ir ajudando as pessoas a encontrarem seus antenatos.

    1. Excelente! Te enviamos por email convite e instruções para ingressar em nossos projetos voluntários de tradução de artigos para a Wiki. Bem-vinda desde já!

  29. Primeira vez que contacto com o programa que me parece aliciante. Falo fluentemente o Português. Tenho alguns conhecimentos de Inglês, francês e castelhano.
    Poderei, depois de entender bem o que o programa procura, dar a ajuda que me for possível. Possuo algum tempo disponível e a minha divisa, desde que me conheço é Partilhar.
    Se puder ser útil a alguém, cá estou, tenho até um pequeno poema que é capaz de sintetizar o que digo atrás:
    …Se
    Ser é…
    o que eu sou
    aqui!
    Então
    sou…

    1. Bacana! Te enviamos um email com instruções para ingressar no projeto de traduções voluntariado do FamilySearch, onde usa-se o Lingotek como ferramenta para as traduções. Favor seguir as instruções e desde já bem-vindo!

  30. Alguém poderia me ajudar ? Procuro por informações do meu antepassado Manoel Dias de Sousa. Ele morava em lagarto, Sergipe. Tenho registros de casamento de uma filha dele em 1879. Será que alguém poderia me ajudar a obter mais informações dele?

  31. Meus bisavós, eram italianos. Embarcaram no Porto de Gênova para o Rio de Janeiro, em 14/03/1899 no navio francês Solferino. No registro do navio, consta como Castegnaro e não Castagnaro, que é o sobrenome correto. Ate onde eu descobri, nasceram em Veneza por volta de 1850, mas nada encontrei sobre seus registro por lá. Alfuém pode me ajudar?

    1. Olá Marlene.
      Meu nome é Jefferson e temos o mesmo sobrenome e a mesma dúvida, se quiser entrar em contato me envia um e-mail ok. vicenza_veneto@hotmail.com
      Assim podemos trocar informações, pois tenho algumas certidões da minha família e algumas pesquisas já realizadas . Abraço

  32. achei os irmaos de meu bisavo materno , menos de meu bisavo e minha bisavo materna tem muitas informações desencontradas , tanto pelas informações que meus parentes passaram , quanto pelo que vi nos arquivos, que outros pesquisadores de genealogia me passaram , gostaria de uma ajuda

  33. Olá bom dia ! faço indexação quase o ano todo e amo esse trabalho. quando comecei, achava que um dia iria encontrar mais informações para meus antepassados trabalhando na indexação, hoje posso ver e sentir que é uma necessidade bem maior, nações inteiras estão na espera de um simples “CLIC” em nosso computador para encontrar a libertação de seus familiares que muitas vezes não têm o acesso a informações. sei que este trabalho é inspirado pelo espírito de ELIAS e gosto de ajudar.

  34. Bom dia a todos! Estou achando fantástico os recursos aqui encontrados. Embora eu seja de outra crença religiosa, foi aqui que encontrei um trabalho mais sério e dedicado. Parabenizo a todos pelo excelente trabalho que prestam a sociedade. Estou me divertindo muito e até apreensivo no que posso encontrar.

    1. Excelente! Ficamos felizes que tenha sido de proveito para você e suas gerações. Para qualquer ajuda que necessite quanto ao site e recursos, favor ligue em nosso suporte FamilySearch gratuito fone 0800-891-6465.

  35. Olá, através do famyli conseguir encontrar parentes, pessoas que tinha mais nomes da minha família. E encontrei relíquias escritas a mão. Só que eu não consigo mais nada… Gostaria de ajuda, quero saber a origem do sobrenome da minha avó que é “Paz”.

  36. Minha genealogia parou na quinta geração
    Não acho nada microfilmado na região de Minas Gerais nem em cartórios e nem em igrejas católicas
    As igrejas não permitem acesso aos documentos
    Td que consegui foi indo pessoalmente aos cartórios em tres viagens
    Alguma sujeitão?

  37. Olá! Estou iniciando a árvore genealógica da minha família. Tenho uma grande desconfiança de que meu avô materno seria no mínimo filho de português devido a seu sobrenome Malheiros da Costa, Fora isso ele teve uma loja de tecidos em Natal, Rio Grande do Norte, onde residiu e faleceu. Não sei sobre seu nascimento. Estou para fazer uma visita a minha tia, pois acredito que ela saberá me dizer mais sobre a história da família por ser uma das irmãs mais velhas(minha mãe é a mais nova). Da parte de meu pai, há apenas o Barbosa de meu avô. Não sei sobre o nome de solteira da minha vó paterna, e tenho desconfiança de sua ascendência, já que seus traços remetem ao povo europeu. Quem puder me ajudar!Gratidão!

  38. Boa tarde! Como faço para criar um projeto de indexação?? Gostaria de conseguir os microfilmes de minha cidade! como faço?

  39. Procuro meus antepassados da Polônia, precisamente de Poznan Onde meus avós E bisavós nasceram. Mas só tenho isso porque consegui aqui no Brasil onde imigraram. Pode me ajudar como prosseguir na busca de meus antepassados Stachelski?

    1. Recentemente houve uma invasão de hackers nos servidores de indexação, e isto gerou alguns problemas e atrasos. No entanto, os engenheiros têm trabalhado com todo o afinco para normalizar todos os processos e em breve estará tudo resolvido, por hora, ainda não está 100% mas próximo disto. Pedimos a paciência de todos e mais uma vez parabenizamos e agradecemos por vossas valiosas contribuições na indexação!

  40. Neste evento mundial de indexação de 2017, as revisões também serão contadas ou serão somente as indexações? Sou indexador e revisor e gostaria de saber onde poderei contribuir melhor com minha ajuda.

      1. Olá!
        Comecei no mês de outubro a indexar pelos registros italianos. Gostaria de saber qual o caminho para revisar os projetos aqui de São Paulo, vi que ainda tem muito a ser feito nesta parte da indexação.
        Grata

        Nena

  41. Boa tarde. Desejo participar da comunidade online oficial também. Estou iniciando em indexação e tenho dificuldades para encontrar lotes para iniciantes.

  42. Sou muito grata pelo trabalho realizado através do familysearch, pois ele tem me ajudado imensamente a realizar a história da minha família.
    E sinto-me envergonhada depois que li esse texto e vi que eu também posso ajudar as pessoas a fazerem a genealogia de seus familiares ao invés de só me beneficiar com o trabalho alheio. Por isso estou disposta a me empenhar e ajudar nessa obra maravilhosa.
    Muito obrigada!

    1. eu tambem estou a procura de meus antepassados moro em aracati ceara tenho familia no fortim, aracati , fortaleza,sou da familia vale, silva , santos ,domingos,mariano,lima , barbosa,quero saber minhas origens.

  43. Não há registros do estado do Ceará para serem indexados?
    Moro em Sergipe, e gostaria muito de obter informações dos meus antepassados de lá.
    Grata

  44. Boa tarde a todos.
    Estou procurando meus antepassados sefarditas que foram conversos a força e vieram para o Brasil nos séculos XVI e XVII.
    Alguém poderia informar-me como realizar essas pesquisar aqui?Ou se já tem trabalhos feitos?

  45. Procuro a origem dos meus tataravós mas exatamente da avó que se chamava Dolores Poses, esse sobre nome não consta em nenhum lugar, ou tem poucos resultados

  46. Boa tarde, tenho uma familia bem grande, e minha mãe foi dada para criação , por minha avó materna ( estava a beira da morte ) e , desde então, minha mãe passou a fazer parte de outra familia, porém, morreu dabendo de sua história incompleta. Gostaria de saber se poderiam me ajudar a montar a arvore genealólgica da familia biologica de minha mãe , assim como a montar a de meu pai que teve 24 irmãos.