RootsTech 2018 sessão de liderança com Élder Foster

dezembro 21, 2018  - by 

Na RootsTech 2018, os líderes de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias deram orientações aos consultores de templo e história da família, líderes do sacerdócio e membros do conselho da ala. Eles falaram sobre como ensinar e fortalecer as pessoas por meio da história da família.

Leia a seguir uma entrevista com o élder Foster na sessão de liderança ou assista ao vídeo no site RootsTech.org.

Obrigado, élder Renlund, pela visão que nos deu sobre como os consultores de templo e história da família podem participar nesta grande obra. Agradecemos aos que estão aqui no Centro de Conferências e também aos vários consultores que estão assistindo à transmissão online. Estamos felizes por estarem conosco. Vocês têm um dos chamados mais emocionantes e espirituais da Igreja.

O Pai Celestial quer que todos os Seus filhos voltem para casa com sua família e em glória. Imaginem o papel singular de vocês nesse plano! Aprendi que, se você quiser que as pessoas o estimem, faça algo bom para seus filhos. Imaginem como o Pai Celestial vai Se sentir em relação a vocês ao fazerem algo bom para Seus filhos.

Vocês vão ajudá-los a descobrir sua família, reuni-los e conectá-los, não só entre eles, mas a Deus. Pensem em como os pais e avós do outro lado do véu vão se sentir a respeito de vocês ao ajudarem sua posteridade a descobri-los, reunir suas histórias e conectá-los uns aos outros por meio das ordenanças do templo.

Néfi descreveu sua experiência de descoberta familiar desta maneira: “E assim meu pai (…) descobriu a genealogia de seus pais. (…) E (…) quando meu pai viu todas essas coisas, encheu-se do Espírito”. Naquele momento de descoberta, ele se encheu do Espírito e seu coração se voltou para seus pais.

Como consultores de templo e história da família, devem se esforçar para ajudar todos os membros a ter seus próprios momentos de descoberta. Esse mesmo espírito que sentimos ao descobrir nossa família também nos motiva a reuni-los. Todo mundo merece ser lembrado.

Fazemos isso coletando histórias, fotos e outras lembranças, bem como pesquisando nomes, datas e locais e inserindo essas informações na árvore familiar. Esse trabalho feito pela família nos une em amor de ambos os lados do véu. Ele nos cura e, por fim, sela-nos para a eternidade por meio dos convênios e das ordenanças do templo.

Esse ciclo contínuo no qual descobrimos, reunimos e conectamos nossos familiares está atraindo famílias no mundo inteiro em números recordes. Consultores de templo e história da família, o Pai Celestial quer que vocês sigam o exemplo do Salvador ao trabalharem com essas pessoas a quem foram chamados a ajudar.

Em 3 Néfi, vemos como o Salvador foi até onde as pessoas estavam e as convidou a vir a Ele: “E isto fizeram, adiantando-se um por um, (…) e souberam com toda a certeza, [e prestaram testemunho]” Dele.

O Salvador ministrou ao povo, um por um, assim como vocês vão ministrar àqueles a quem foram chamados a servir, indo até onde eles estão. Pode ser na casa deles, no trabalho, na escola ou na Igreja.

O Salvador Se certificou de que tivessem uma experiência pessoal, por isso “souberam com toda a certeza, [e prestaram testemunho]” Dele. Depois, Ele “pegou as criancinhas, uma a uma, e abençoou-as e orou por elas ao Pai”. O Salvador Se concentrou nas criancinhas, uma a uma. Elas receberam a companhia dos anjos, que lhes ministraram.

Sob a direção dos líderes do sacerdócio, ao ministrarem àqueles a quem foram chamados a ajudar, anjos os acompanharão.

Como um dos 81 mil consultores de templo e história da família em todo o mundo, esse será o privilégio que você terá nesta grande obra. Para ajudá-los em sua mordomia, consultem os vários recursos oferecidos pelo site FamilySearch.org. Eles vão ajudá-los.

Vamos assistir agora a um dos três novos vídeos disponíveis no familysearch.org/calling. Esses vídeos mostram como um consultor de templo e história da família seguiu o padrão do Salvador de ajudar “um por um” os filhos do Pai Celestial que precisavam ser curados. Vão ver como ela descobriu sua família, como conseguiu reuni-los dos dois lados do véu e como voltou o coração deles para o Pai Celestial.

[VIDEO PLAYBACK]

[MUSIC PLAYING]

Saí de casa recentemente para frequentar a faculdade. Os dois primeiros meses foram difíceis para mim e comecei a cair em depressão. O bispo achou que trabalhar em minha história da família me ajudaria a me concentrar em algo positivo e seria uma boa mudança de ritmo.

Como consultor de templo e história da família, o bispo sugeriu que eu ajudasse Caroline. Em nossa primeira reunião, conversamos sobre suas metas, algo que eu começara a fazer há pouco tempo com os membros com quem estava trabalhando. Isso permitiu que ela se abrisse e falasse sobre algumas coisas importantes.

Minha família me deserdou quando fui batizada há muitos anos. Lembro-me de dizer ao irmão Matthews na reunião que meu maior desejo era ter uma família de novo mesmo que só no papel. Acho que foi a primeira vez que disse aquelas palavras em voz alta.

Senti que não era ninguém para poder ajudá-la. Sabia que teria de confiar totalmente no Espírito. Ao preparar uma experiência para ela, em espírito de oração, percebi que não havia muito a ser feito porque, para coletar informações sobre seus antepassados, o jeito seria ir à sua terra natal atrás de documentos. Fiquei desanimado porque sabia que entrar em contato com sua família estava fora de questão.

Não fui com muita expectativa à nossa próxima reunião. Achei que ele não conseguiria descobrir nada e não estava nem um pouco esperançosa.

Começamos a reunião com uma oração. Embora soubesse que falar sobre sua família era um assunto bem delicado, senti que devia lhe dizer o quanto precisávamos da ajuda deles. Sugeri que ela orasse e pensasse em alguém que pudesse contatar.

Imediatamente senti que deveria falar com minha irmã, mas não queria fazer isso. Quando voltei para casa e orei, aquela ideia não me saiu da cabeça. Então, um dia, finalmente, criei coragem para lhe enviar uma mensagem. Perguntei se ela poderia me mandar qualquer informação sobre nossa família.

Orei tanto por ela! Nunca me esquecerei de quando nos encontramos de novo depois de ela ter enviado a primeira mensagem a sua irmã.

Ela se ofereceu para me ajudar com tudo o que eu precisava. Fiquei muito feliz! Foi um dos momentos mais incríveis da minha vida. Não era o que eu esperava. Começamos a nos falar por mensagens. Pouco tempo depois, até mesmo meus pais estavam indo a cemitérios para nos ajudar a encontrar as informações de que precisávamos.

Toda vez que ela colocava outro nome na sua árvore, pulava de alegria.

Não apenas começamos a preencher minha árvore familiar, como consegui levar alguns nomes ao templo. Pela primeira vez, sinto que tenho uma família novamente.

Acho que ambos testemunhamos a maneira como o Senhor moveu montanhas em sua vida.

Minha mãe e minhas irmãs foram tão inspiradas pelas descobertas que fizeram e foram tão tocadas com essa experiência que resolveram, por conta própria, ouvir as palestras missionárias e ser batizadas. Até meu pai, que é pastor metodista, abrandou seu coração!

É realmente extraordinário que, depois de anos como membro da Igreja, foram necessárias só quatro semanas fazendo o trabalho de templo e história da família para o coração deles mudar.

Mal posso esperar para voltar para casa e vê-las serem batizadas e partilhar da alegria do evangelho com elas. Serei eternamente grata ao irmão Matthews por ouvir o sussurro do Espírito. Minha vida nunca mais será a mesma.

Valorizo muito este chamado. Sei que seguir o Espírito nesse trabalho permite que o Senhor abençoe todos os que estão envolvidos nele. O trabalho de templo e história da família não é apenas sobre nossos familiares falecidos ou os membros vivos de nossa família. É sobre toda a nossa família eterna.

[END PLAYBACK]

Consultores, ao orar com aqueles a quem servem ou orar por eles, prometemos que receberão as bênçãos, a inspiração e a compreensão de que precisam. Sei que este é o plano do Pai Celestial. Ele quer que Seus filhos voltem para casa, e podemos ajudar. Em nome de Jesus Cristo. Amém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários