O FamilySearch libera ferramenta de edição online para registros indexados

setembro 16, 2019  - by 

Por Scott Taylor
Atualizado: 9 de agosto de 2019

Com mais de 1 bilhão de registros indexados disponíveis, o FamilySearch agora oferece aos usuários a capacidade de editar os nomes indexados de seus antepassados online, nos registros indexados onde há a imagem disponível na pesquisa.

“Este foi o pedido nº1 de recurso dos nossos usuários por muitos anos”, disse John Alexander, um gerente de produto do FamilySearch, acrescentando que a ferramenta de edição tem estado por um ano em desenvolvimento e testes.

Sobre a tão esperada inovação online, “fizemos todo o possível para garantir que os dados indexados sejam os mais corretos possíveis”, disse ele.

A nova ferramenta de edição de índice pode ser usada para corrigir erros de nomes ou acrescentar grafias alternativas, com os índices alterados, aumenta a probabilidade de sucesso dos pesquisadores encontrarem registros dos antepassados.

“Acrescentar correções a um índice quando as informações não correspondem aos nomes como estão escritos no documento original ou se o documento foi gravado errado, aumentará a qualidade do índice e utilidade para outros pesquisadores”, disse Alexander.

A edição online não altera, nem remove nada do registro de índice; em vez disso, a edição resulta em uma alteração com dados adicionais. E então as informações originais e as informações alteradas tornam-se pesquisáveis online.

“Continuamos a manter a integridade do documento original, a indexação original”, disse Alexander. “Isto é tudo somado — nós não estamos tirando nada”.

Erros nos Campos Indexados

Os erros de campos indexados podem vir em duas formas diferentes — informações que foram indexadas incorretamente ou registros originais que continham informações incorretas. As entradas indexadas incorretamente tornam difícil para os pesquisadores encontrarem antepassados procurando por um nome ou ortografia específica.

Com a indexação feita por voluntários e colaboradores não remunerados, os erros de indexação podem ocorrer ao lidar com documentos danificados, tinta desbotada ou escrita de difícil leitura, bem como erros humanos, como erros de ortografia, suposições erradas e erros de digitação — ou, como Alexander os chama de “erros de dedos gordos”.

Um exemplo de captura de tela do registro de índice do FamilySearch de Merry Christmas Jacobson no censo de 1930 dos EUA, que foi incorretamente indexado como Mary Jacobson. Crédito: Intellectual Reserve, Inc.

Ele compara a indexação a um único primeiro rascunho, de um documento escrito — o indexador pega uma ruptura nele, e o índice nunca foi corrigido, alterado ou consertado. Até agora.

Erros em documentos e registros originais podem vir de nomes incomuns, barreiras de linguagem e ortografias inesperadas.

Por muitas décadas, os censos dos EUA eram um registro escrito de uma troca verbal na porta de uma residência, disse Alexander. Quando os nomes eram falados, o coletor do censo pode ter escrito a ortografia fonética, assumido uma variação bem conhecida ou comum ou até mesmo “americanizada” de nomes e sobrenomes internacionais difíceis.

Um exemplo dos erros “Merry”

Um blog recente do FamilySearch ofereceu exemplos reais de ambos os tipos de esforços — indexação incorreta e documentação original incorreta — envolvendo os registros de Merry Christmas Jacobson.

O índice de um censo de 1930 dos Estados Unidos mostra o nome como Mary Jacobson, embora o documento original do censo mostre Merry Jacobson — um erro de indexação. No entanto, o documento de origem do censo de 1940 americano, mostra o nome como Mary C. Jacobson, que foi indexado como tal — ou um erro no documento original que está sendo perpetuado no índice.

A nova ferramenta de edição permite que os nomes editados de “Merry” sejam acrescentados em ambas as instâncias, e todas as versões “Mary” e “Merry” sejam pesquisáveis online

Um exemplo de captura de tela do FamilySearch de um erro de nome no Censo dos EUA de 1940, com o nome Merry Christmas Jacobson incorretamente registrado como “Mary”. Crédito: Intellectual Reserve, Inc.

Quando os usuários encontram erros ortográficos ou outros erros de indexação envolvendo seus antepassados, “eles às vezes sentem que, de alguma forma, prejudicamos a história da família”, disse Alexander.

Anteriormente, os usuários que desejavam alterar nomes indexados incorretamente enfrentavam as perspectivas de tentar entrar em contato com os canais de Suporte do FamilySearch em um processo demorado que geralmente não solucionava o problema.

A ferramenta de edição de índices “está resolvendo isso para nós, porque nossos índices estão ficando cada vez melhores”, disse Alexander.

Como o Processo Funciona

Depois que um usuário do FamilySearch encontra registros indexados que sabe estarem errados, eles podem usar a nova ferramenta online – para fazer uma edição, para citar se o erro vem do índice ou do documento original e para fornecer informações sustentáveis para a edição, seja uma breve nota ou uma longa explicação.

Uma captura de tela do FamilySearch mostrando os ícones de página e câmera, nos quais é possível clicar, levando o usuário a um registro indexado editável. Crédito: Intellectual Reserve, Inc.

Além disso, os usuários podem destacar o nome em questão na imagem do documento, permitindo uma rápida atenção ao esclarecimento.

Atualmente, apenas indexações referentes às imagens do documento podem ser corrigidos e nem todas as entradas do registro indexado são editáveis. Um ícone de uma página e uma câmera ao lado de uma entrada de registro indexado indica que uma imagem de documento está disponível – os usuários podem verificar a imagem e compará-la com a entrada do registro indexado.

Quando um usuário encontra o nome de um antepassado citado em uma indexação, uma caixa é exibida com as informações indexadas à esquerda e uma imagem clicável à direita. Se o dado indexado for editável, a palavra “editar” aparecerá em azul ao lado do nome. Clicar em “editar” permite que o usuário siga as instruções para concluir o processo.

A edição online envolve a inserção do nome ou ortografia correto, escolhendo se a edição ocorre devido a um erro de indexação ou de documento, acrescentando uma explicação para a edição, destacando o nome completo na imagem do registro indexado e salvando a edição.

Sem Exclusões, Sem Substituições

As correções do usuário não substituem ou alteram as informações da indexação, e várias edições podem ser acrescentadas a um único registro.

O registro indexado original e o nome corrigido permanecem, sendo ambos pesquisáveis. E ninguém pode alterar uma edição, embora um único registro possa ter várias edições.

Milhares de edições online já foram feitas, tanto durante o teste de pré-lançamento feito por usuários selecionados quanto após o lançamento público da ferramenta no final de julho de 2019.

Embora atualmente apenas os nomes sejam o único campo do registro indexado que pode ser editado, o desenvolvimento contínuo está sendo feito para disponibilizar outros campos de informações para um processo de edição semelhante, disse Alexander.

Fonte (artigo em inglês): Clique Aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários